Bruxismo

bruxismo é o ato involuntário de ranger ou apertar os dentes durante o sono. Os movimentos acontecem de forma ritmada e alternam-se entre a contração dos músculos da mandíbula e movimentos que imitam a mastigação. O bruxismo pode acontecer em todas as fases do sono, mas na segunda fase costuma ser mais intenso, enquanto nas fases três e quatro é quase inexistente. A pessoa com bruxismo geralmente se queixa de cansaço e dor nos músculos mandibulares, pois as contrações musculares são fortes, em alguns casos até mais fortes do que a pessoa realiza quando mastiga normalmente. Dores de cabeça, no rosto e no pescoço também são comuns.

Fatores psicológicos, principalmente stress, estão diretamente relacionados a esse distúrbio, que também é influenciado por emoções como ansiedade, medo e frustrações. Dentes mal posicionados e outros problemas estruturais também podem ser a causa da disfunção.

Por ser um hábito inconsciente, o bruxismo frequentemente passa despercebido. Geralmente o barulho que o ranger de dentes faz incomoda a pessoa que dorme com quem tem o problema, e o indivíduo só fica sabendo quando essa pessoa comenta. Chega-se ao diagnóstico através da combinação desse relato com o exame clínico feito pelo dentista, que observa a existência de sinais como fraturas nos dentes e nas restaurações, desgaste do esmalte, lesões provocadas por mordidas na língua e na mucosa das bochechas, entre outros.

Os sintomas são tratados com medicamentos que relaxam os músculos e com o uso noturno de placas de resina acrílica feitas sob medida, que protegem os dentes, evitando que os superiores toquem os inferiores. No caso de problemas estruturais, o dentista indicará o tratamento mais adequado. Quanto às causas emocionais do distúrbio, recomenda-se o acompanhamento com especialista.

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: